Usando tradução de máquina (machine translation) no Studio

agosto 7, 2013

Hoje em dia existem vários recursos de tradução automática, desde soluções gratuitas até soluções pagas e complexas na nuvem onde você poderá treinar seus próprios recursos particulares de tradução a partir de suas TMs. Mas aqui vou mostrar alguns dos recursos de Tradução automática que você, como Tradutor, pode usar.

Cuidado! Traduções de máquina sempre devem ser revisadas com cuidado, mas têm melhorado e otimizado cada dia mais o trabalho do tradutor, especialmente em traduções técnicas, cientificas, etc.

Porém, antes disso, tem uma configuração que deve ser alterada para usar a tradução automática mais facilmente no Studio. Com o Studio aberto, vá para File > Options e, em Editor, desmarque a seguinte opção:


 

Também faça a seguinte configuração em File -> Options -> Automation:

 

Assim, se você estiver usando uma TM e uma fonte de tradução de máquina, seja qual for, como no exemplo abaixo, e o Studio não achar nenhum match na sua TM, ele irá inserir a tradução automática no segmento.


 

Agora vejamos como usar as seguintes fontes de tradução automática:

  1. SDL Language Cloud

  2. MT Enhanced using Google Translate

 
 

1. SDL Laguage Cloud

O SDL Trados Studio possui integração com a tradução automática (machine translation) da SDL, o Language Cloud.

É simples usar esse recurso. Quem tem uma licença do Studio 2017, tem direito ao plano gratuito básico de 400.000 caracteres/mês. Você precisa fazer a escolha do plano (pago ou gratuito) no seguinte link:

https://languagecloud.sdl.com/translation-toolkit/subscription

Depois disso o processo é parecido com adicionar uma TM no projeto:


 

 

 

 

2. MT Enhanced using Google Translate

O Studio 2017 vem também pré-configurado com uma fonte de tradução chamada Google Translate. Porém, como este serviço é cobrado, tem mais alguns detalhes para poder usá-lo. O Google cobra por uso e o preço você poderá ver aqui. Você primeiro precisa criar um API key do Google para poder usá-lo no seu Studio. Clique aqui para “Criar um projeto” com uma nova API do Google: https://console.developers.google.com/iam-admin/projects. Nota: para isso você deve ter uma conta do Google ativa, com forma de pagamento configurada. Depois de criar seu API key e habilitá-lo para cobrança, sugiro que você baixe e instale o seguinte aplicativo gratuito do site da SDL: http://appstore.sdl.com/app/mt-enhanced-plugin-for-trados-studio/604/. Este aplicativo controla mais seu uso para você não ser cobrado repetitivamente pelo Google. Se você usar apenas o Google Translate, cada vez que voltar para um segmento ou corrigir algo, você será cobrado de novo por aquele segmento. Com o MT Enhanced, só são enviados segmentos vazios para fazer a tradução de máquina. Uma vez que este aplicativo estiver instalado, é só você clicar em Project Settings para o projeto que está trabalhando no Studio e clicar em “MT Enhanced using Google Translate”. Em seguida ele pedirá para você inserir seu API key. Para ver os termos de confidencialidade do Google, clique aqui  

 

 

Pre-translate

Se você adicionou uma fonte de tradução automática às suas TMs, você também poderá usar o recurso Pre-translate no seu arquivo.

Com o arquivo aberto no Editor: Guia Home -> Batch Tasks -> Pre-translate files

Ou quando em Files View, selecionar o(s) arquivo(s) que quer pré-traduzir, clicar com o botão direito nele(s) e depois clicar em Batch Tasks -> Pre-translate Files.

Na janela do assistente que abrirá, clique em Next, e deverá abrir uma tela assim:

 


 

 

Agora é só fazer as configurações que quiser, slecionando “Apply automated translation”. No exemplo acima, a configuração está definida para aplicar a tradução automática nos segmentos que não tiverem correspondências de pelo menos 75% na TM selecionada.